Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram

Funchal recebe Bandeira Verde ECO XXI pelo terceiro ano seguido

A Câmara Municipal do Funchal será novamente galardoada este ano pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), devido às suas práticas ambientais de excelência. É a terceira vez consecutiva que a Autarquia liderada por Paulo Cafôfo recebe a Bandeira Verde ECOXXI, um reconhecimento que é atribuído com base na monitorização de valores relacionados com a educação ambiental e para a sustentabilidade, a qualidade do ar e da água, o ordenamento do território, o ruído, a gestão dos resíduos, a mobilidade sustentável e eficiência energética, a limpeza e os espaços públicos, entre outros, num total de 21 indicadores avaliados, que fazem do Funchal uma cidade exemplar neste campo.

O resultado de 2017 (66,01%) melhora o do ano transato (65,5%) e consolida a evolução face ao primeiro galardão, recebido em 2015, então com um índice de 63,9%. O Funchal é, uma vez mais, o único Município da Região a ser distinguido pela ABAE, uma associação que faz parte da Fundação para a Educação Ambiental (FEE). Esta agrupa, por sua vez, entidades internacionais que promovem atividades de Educação Ambiental para a Sustentabilidade, em mais de 60 países.

A Autarquia destaca este reconhecimento por parte de uma Organização não Governamental de Ambiente, respeitada nacional e internacionalmente, registando o significado da revalidação do galardão desde 2015, sempre com uma evolução positiva a nível de avaliação global. A edilidade mantém-se, assim, empenhada em continuar a trabalhar por uma cidade com cada vez mais qualidade de vida para todos os munícipes e para todos aqueles que nos visitam, sendo que distinções como esta fazem eco da aposta feita a nível da sustentabilidade e da qualidade ambiental durante o atual mandato, bem como das múltiplas iniciativas desenvolvidas nas áreas de resíduos, energia, espaços verdes, mobilidade e conservação da natureza, entre outras, que contribuem para um Funchal cada vez mais “verde”.

CMF anuncia hoje candidatura ao Programa LIFE da Comissão Europeia

A Autarquia anuncia, igualmente, esta manhã a sua candidatura ao Programa LIFE, um instrumento financeiro da Comissão Europeia para a execução, atualização e desenvolvimento das Políticas e Estratégias Europeias na área do Ambiente. A candidatura do Funchal é feita em parceria com a Universidade da Madeira e prevê, em específico, a proteção da soveira, ou Sorbus madeirensis, uma espécie endémica da Região que, em 2010, foi severamente afetada no concelho, em consequência do incêndio florestal que afetou o Funchal. O projeto, cujo orçamento ultrapassa os 1,2 milhões de euros, deverá ter início em setembro de 2018 e encerramento em agosto de 2023.

Esta é mais uma iniciativa pioneira e de grande escala na área ambiental, levada a cabo pelo Executivo de Paulo Cafôfo, e entre as quais também se destaca a adesão ao projeto Climadapt.Local, do Ministério do Ambiente, e que fez do Funchal a primeira cidade da Região a ter uma Estratégia Municipal para fazer face às Alterações Climáticas. Também anunciados estão o levantamento da Pegada Ecológica do Município, outro trabalho que nunca foi feito na Região, e que vai contabilizar todos os gastos de consumo da Autarquia, bem como a reflorestação de 400 hectares do Parque Ecológico do Funchal, na sequência da aprovação de uma candidatura no valor de 1,4 milhões de euros pela Autoridade de Gestão do PRODERAM 2020, com o intuito de reparar os danos causados ao Parque nos incêndios do passado Verão.