Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram      Município do Funchal

sexta, 20 novembro 2020 17:30

Selo «Loja Segura» já transmite confiança em 148 lojas do Funchal

A Câmara Municipal do Funchal pôs em prática, ao longo dos últimos dois meses, uma iniciativa no sentido de apoiar o comércio local durante a atual crise de saúde pública, nomeadamente com a criação e implementação do selo «Loja Segura», assumindo o objetivo de transmitir confiança e segurança a quem trabalha, visita e compra nos estabelecimentos comerciais do concelho.

O Presidente Miguel Silva Gouveia referiu que “esta iniciativa tem sido um sucesso e, desde setembro, a Autarquia já atribuiu o selo «Loja Segura» a 148 estabelecimentos comerciais do Funchal, distinguindo o compromisso e o respeito destes pelas orientações de higiene e segurança emanadas pelas autoridades de saúde, no contexto da pandemia COVID-19.”

A entrega dos Kits Loja Segura enquadra-se no projeto Comércio com Segurança que já contemplou, ao longo dos últimos meses, múltiplas medidas, tais como a atribuição de viseiras ao comércio local, a atribuição de mesas de apoio aos bares e restaurantes sem esplanadas, e a elaboração e disponibilização de um Guia de Boas Práticas Sanitárias para todos os empresários do concelho.

O autarca registou que “nos últimos dias, a Autarquia tem tido um crescimento de pedidos de selos junto do Balcão do Investidor, fruto do agravamento das medidas”, e salientou que “a atribuição do selo «Loja Segura» tem vindo a reforçar, por sua vez, o empenho da CMF em criar condições de segurança e de confiança para promover o consumo no comércio local.”

O Presidente lembrou que “o selo «Loja Segura» está em linha com os objetivos preconizados pelo selo Clean & Safe do Turismo de Portugal, procurando chegar aos estabelecimentos de comércio local que, pela sua tipologia, não são abrangidos por esse selo”, nomeadamente com as categorias Mercearia e Frutaria, Cosmética e Perfumaria, Bijuteria e Joalharia, Pronto-a-vestir, Sapataria, Eletrodomésticos e Informática.

“35 dos selos entregues até agora foram solicitados por marcas internacionais, muitas delas sediadas em condomínios comerciais, como Centros Comerciais e Galerias, o que nos apraz destacar como exemplo de um esforço realmente integrado por parte de todos os agentes comerciais do Funchal, em nome das garantias de segurança”, acrescenta.

A adesão a esta medida de apoio ao comércio local é facultativa e gratuita, dependendo apenas do preenchimento do formulário e da declaração de compromisso para com os requisitos estipulados, que estão disponíveis no site oficial da CMF, onde também poderá ser consultada a restante documentação relativa ao processo, tais como as condições de adesão e a declaração de compromisso para as lojas.

Miguel Silva Gouveia termina elogiando “o comportamento e a dedicação dos comerciantes funchalenses em lidar com esta difícil situação até agora” e apela a que “cada vez mais, neste contexto de pandemia em que vivemos, os nossos empresários façam da segurança um ativo diferenciador a bem da sua loja, da cidade e da região. Contem com a CMF como um parceiro em todas as horas, para que continuemos a dar uma exemplar resposta conjunta.”