Imprimir esta página
sexta, 10 janeiro 2020 14:16

A Cortina de Soller no Baltazar Dias de 16 a 19 de janeiro

 O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, apresentou, esta manhã, no Teatro Municipal Baltazar Dias, o espetáculo “A Cortina de Soller”, um concerto encenado que serve de homenagem ao Teatro Municipal e ao Arquiteto que o idealizou e projetou, Tomás Augusto Soller.

Aproveitando as palavras do Diretor Artístico, Norberto Cruz, que agradeceu à Câmara Municipal do Funchal a confiança depositada neste projeto, o Presidente Miguel Silva Gouveia, referiu que “a confiança é sem margem para dúvidas um elemento que nos liga a todos, em todas as áreas, e neste sentido, este Executivo tem se esforçado ao longo dos anos para transmitir confiança aos agentes culturais aqui da nossa região”.

“Temos essa segurança em relação ao vosso talento, empenho, e à qualidade das vossas criações, onde aliamos a nossa capacidade de mostrar ao país e ao mundo, que a cultura não tem centros, não tem capitais, a cultura é e acontece, organicamente, onde decidimos criá-la”, disse Miguel Silva Gouveia.

Este é um espetáculo com produção da Câmara Municipal do Funchal e da Associação de Bandolins da Madeira, e o Autarca Funchalense aproveitou para explicar que “este Teatro foi um projeto do arquiteto portuense Tomás Augusto Soller, que acabou por não o ver construído, aliás nem assistiu ao lançamento da primeira pedra, faleceu um ano antes, esta é uma homenagem a ele e todos os que por ele passaram. Esta obra que será aqui criada, apela à memória, e à história, que são dois dos alicerces da nossa identidade”.

Por fim, o Autarca, convidou todos os funchalenses, madeirenses, amantes da cultura e da arte a virem ao Teatro ver este espetáculo, “o Baltazar Dias era cego e apesar disso tem nos liderado ao longo dos anos, essa sua incapacidade de não ter a visão ocular, não o impediu de ter a visão cultural, de nos guiar num caminho de democratização da cultura, e de confiança para com os nossos artistas e agentes culturais. Venham ao Teatro, esta obra de história, ficará na história desta casa e da cidade do Funchal, cujo coração também bombeia cultura um pouco por toda a Madeira”.

 

“A Cortina de Soller”, parte da visão de Tomás Augusto Soller e congrega várias artes performativas, cuja coluna vertebral é a música. A ideia fundamental é revelar o teatro como um corpo vivo, muito além da mera conceção de sala de espetáculos; um teatro habitado pelas múltiplas histórias que lhe deram vida, protagonizadas pelas pessoas que ali trabalham e trabalharam, a nível visível ou invisível e onde o público é convidado a fazer parte desse corpo vibrante e misterioso.

O espetáculo estará em cena de 16 a 19 de janeiro no Teatro Municipal Baltazar Dias, tem direção artística de Norberto Cruz, dramaturgia de Marcela Costa e direção de cena de Catarina Claro, contando com a participação, como convidada, da cantora italiana Maria Tomassi.