Imprimir esta página
terça, 07 janeiro 2020 13:02

Plano Municipal de Juventude

A Câmara Municipal do Funchal, com o intuito de agregar e otimizar as políticas de Juventude no concelho, está a desenvolver o FunJOVEM 20-30 – Plano Municipal de Juventude do Funchal (PMJ), que será direcionado a todos os jovens, dos 14 aos 30 anos, que residem, estudam e trabalham no Funchal.

Para o efeito decorre, neste momento, a primeira fase do processo, pedindo-se a todos os jovens em causa que preencham um questionário de diagnóstico da realidade do concelho, disponível no link: http://bit.ly/Questionário_PMJFunchal. Para quaisquer dúvidas ou sugestões, os interessados poderão contactar o email do PMJ, através de pmjfunchal@cm-funchal.pt.

O Vereador João Pedro Vieira, que tem o pelouro da Juventude no concelho, explica que “este Plano Municipal tem como grande objetivo preparar o desenvolvimento e implementação de políticas de juventude inovadoras, globais e transversais, que respondam às necessidades identificadas pelos jovens do Funchal.”

“Queremos contar, desde o início, com todos os jovens da cidade, e construir juntos a Rede de Juventude do Município, congregando entidades e associações para jovens, e sustentando o nosso trabalho na opinião e na participação destes, para que possamos juntos dar respostas àquelas que são as principais necessidades e desafios que se lhes afiguram na nossa cidade, através de uma estratégia concertada”, reforça o autarca.

O FunJOVEM 20-30 será desenhado pelos jovens e para os jovens do Funchal, em várias fases, sendo que na primeira, a Autarquia está a elaborar um diagnóstico exaustivo dos jovens do concelho, conforme referido, que será o ponto de partida de todo o processo. Será lançado, de seguida, o concurso “Desenha-nos o que pensas”, no qual serão os jovens a escolher o logotipo do Plano Municipal de Juventude do Funchal, que será a imagem de todo o processo.

“O objetivo é envolver os jovens neste processo desde o início, para que estes se identifiquem ao máximo com um projeto que deverá ser representativo dos seus sonhos e objetivos, necessidades e potencialidades.” João Pedro Vieira lança, assim, o repto “para que os jovens do concelho se interessem por este projeto e se empenhem nas suas diversas etapas. Neste momento, estamos em contacto com diferentes grupos e associações, no sentido de divulgar as primeiras fases do PMJ junto dos respetivos membros, e de apresentá-lo presencialmente. É fundamental chegar ao maior número possível de jovens nesta fase, para podermos adequar a nossa estratégia municipal àquela que é a realidade do concelho.”

João Pedro Vieira conclui que “serão os jovens, com o seu cunho, a sua opinião e as suas posições a construir o Plano Municipal de Juventude do Funchal, estando definitivamente no centro da ação. Cabe-nos a nós, enquanto agentes políticos, ouvi-los, envolvê-los e responsabilizá-los, e contamos com todos neste caminho, num processo que se quer de partilha e de identificação da Juventude com as políticas da Câmara Municipal do Funchal.”