Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram      Município do Funchal

quarta, 10 julho 2019 18:19

Feiticeiro do Norte leva “Pulga Atrás da Orelha” ao palco do Baltazar Dias entre 16 e 25 de julho

A Vereadora Madalena Nunes, que tem o pelouro da Cultura na Câmara Municipal do Funchal, apresentou esta tarde, no Teatro Municipal Baltazar Dias, o espetáculo “Pulga Atrás da Orelha”, produzido pelo Grupo de Teatro Feiticeiro do Norte e pela Câmara Municipal do Funchal. A peça estará em cena entre os dias 16 e 25 de julho no Baltazar Dias (sempre às 21h, à exceção de domingo, 21 de julho, às 16h), e vai marcar o encerramento da temporada artística 2018/2019 do Teatro Municipal. Os ingressos têm um custo de 8€.

Madalena Nunes reconheceu, na ocasião, “a qualidade artística e relevância cultural do projeto Feiticeiro do Norte, que se tem pautado pela inovação, originalidade, coerência e excelência. Este é o segundo apoio direto da Autarquia à criação e produção de espetáculos através do Teatro Baltazar Dias, após a realização do espetáculo SAFE, em maio, e consideramos que isso é o reflexo de uma política cultural que valoriza os artistas madeirenses, com o objetivo de contribuir para a sustentabilidade dos projetos da nossa Região.”

A Vereadora terminou, realçando que “na Câmara Municipal do Funchal interpretamos a cultura como um fator de desenvolvimento, mas também como uma ferramenta educativa, daí o investimento criterioso que tem sido feito nesta área ao longo dos últimos anos. Neste momento, estamos já a encerrar a programação do Teatro Municipal para a temporada artística de 2019/2020, com parceiros de renome nacional, algo que nos deixa deveras satisfeitos e expetantes, mas também motivados para fazer mais e melhor.”

“A Pulga Atrás da Orelha” é um espetáculo com sete sessões, que reúne múltiplos atores regionais, nomeadamente Afonso Moniz, André Rodrigues, Dina de Vasconcelos, Duarte Rodrigues, Élvio Camacho, Filipe Luz, Hugo Andrade, Isabel Martins, João Gouveia, Patrícia Perneta, Paula Erra, Rúben Silva e Sara Mendes, e ainda 2 nacionais, João Pedreiro e Thaiane Anjos, com cenografia de Eduardo Luiz.