Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram

segunda, 11 junho 2018 14:54

CMF começa a 18 de junho campanha anual de troca de manuais escolares usados

A Câmara Municipal do Funchal volta a dinamizar, na antecâmara do próximo ano letivo 2018/2019, o seu programa anual de troca de manuais escolares usados, denominado “Livros Partilhados”, e que tem como propósitos contribuir para a redução dos custos decorrentes da aquisição de novos manuais escolares por parte das famílias, reforçar o valor da partilha e promover boas práticas ambientais, prevenindo a produção de resíduos.

O projeto serve, assim, objetivos ambientais, sociais e económicos e visa criar condições para a reutilização dos livros que já não são usados, prolongando assim a vida dos mesmos. Este abrange livros escolares a partir do 2º Ciclo do Ensino Básico e até ao Ensino Secundário, assim estejam em estado de conservação adequado.

Todas as pessoas que queiram colaborar poderão entregar manuais escolares que já não são usados, a partir do próximo dia 18 de junho, segunda-feira, no Centro Comunitário do Funchal – Edifício 2000. Todas as pessoas que deles necessitem podem, por sua vez, deslocar-se ao mesmo local, no sentido de adquiri-los a título gratuito, não sendo necessário entregar quaisquer outros livros em troca. Esta aquisição poderá ser feita até dia 31 de outubro, no Centro Comunitário do Funchal – Edifício 2000.

A Autarquia salienta que o stock de livros é limitado, pois depende das doações efetuadas. No ano passado, foram doados 2180 livros, sendo que 1744 foram reencaminhados com sucesso a quem deles necessitava, números que evidenciam a pertinência deste projeto, o qual decorre, em paralelo, a outras medidas estruturais da Câmara Municipal do Funchal, como é o caso da implementação do Regulamento Municipal de Atribuição de Manuais Escolares no Ensino Básico, que orientará, já a partir do próximo ano, a forma como é feita esta atribuição no concelho.

O programa “Livros Partilhados” é complementar a esta atribuição e abrange todos os graus de ensino e todos os cidadãos interessados.