Facebook Youtube Twitter Google + Vimeo Instagram

terça, 15 maio 2018 15:34

Paulo Cafôfo enalteceu a proximidade entre a Autarquia e as famílias funchalenses

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Paulo Cafôfo, esteve presente, esta manhã, na Escola EB1/PE Ribeiro Domingos Dias, em Santa Maria Maior, onde se comemorou, tal como é tradição, o Dia Internacional da Família, que se assinala esta terça-feira, dia 15 de maio, com o objetivo de aproximar as famílias da escola, realçar a importância da sua participação ativa na vida escolar dos alunos e reforçar os laços institucionais com a comunidade.

Paulo Cafôfo lembrou, na ocasião, que o Funchal foi novamente distinguido este ano com a bandeira verde de ‘Autarquia + Familiarmente Responsável’, sublinhando que este é “mais um reconhecimento pelo excelente trabalho que o Funchal tem feito em prol das suas famílias, quer a nível de programas sociais, quer a nível de desagravamento fiscal, nomeadamente com a aplicação do IMI Familiar, que veio isentar daquele imposto municipal as famílias com filhos.” As “políticas sociais” são, de resto, a “imagem de marca” do atual Executivo Municipal.

O Presidente destacou, em particular, “os programas de Apoio à Natalidade e à Família, o Subsídio Municipal de Apoio ao Arrendamento, e os manuais escolares gratuitos para o Ensino Básico, medidas que apoiam centenas de famílias, num investimento global que já ultrapassou os 2,5 milhões de euros. Estamos a falar de medidas concretas que vieram promover a natalidade e a infância, de que também é exemplo o pagamento de creches, bem como ajudar as famílias em crescentes dificuldades face às variadas despesas dos dependentes, desde escolares, de alimentação e saúde, bem como às despesas relativas ao pagamento de rendas, para os agregados com maiores dificuldades socioeconómicas.”

Paulo Cafôfo não tem dúvidas de que “é esta postura de proximidade e de sensibilidade social que se espera do poder público, dando condições às famílias para desempenharem, com as melhores condições possíveis, o papel insubstituível que desempenham como núcleos da cidade e da comunidade.”